CONTATO: (62) 3202-7702
  1. Uma postura humana e cristã no atendimento de cada paciente. Nós, no hospital, nos preocupamos de fato com a saúde do paciente e sua família, não só do ponto de vista médico-biológico, mas também psicológico e social.

  2. É por isso que todo o corpo médico, indiscriminadamente, realiza psicoterapia, seja individual ou familiar. Com absoluta certeza o paciente ou sua família não são tratados como mais um número, por um médico ou uma equipe “fria”, indiferente, apressada.

  3. O paciente e sua família têm acesso à equipe médica-hospitalar a qualquer momento que desejarem.

  4. Os pacientes ficam com acompanhantes, o que humaniza muito o tratamento, além de nos ajudar a fiscalizar o controle de quallidade do atendimento prestado.

  5. Nosso desejo, ao contrário daquelas instituições que nutrem objetivos econômicos, é o de que o paciente receba alta o mais rápido possível, visando seu bem, sua reinserção social, escolar, profissional, e o conforto pessoal e familiar.

  6. Exames e medicamentos, mesmo importados e de custo, são solicitados e prescritos sem parcimônia, somente a partir de sua necessidade médica ( ou seja, sem restrições por motivos financeiros) , sem economia de custos, sempre que há “algo de melhor que possa ser feito em benefício humano”. Sempre visando o bem do paciente em primeiro lugar.

  7. O ambiente é organizado de modo a que o paciente e sua família sintam-se livres, não se sinta preso – sem que, por isto também fique absolutamente solto para eventuais fugas, principalmente naqueles casos em que isto não pode acontecer por indicação médica. O ambiente, como se pode ver pelas fotos, em nada lembra uma estrutura hospitalar psiquiátrica tradicional.

  8. Nas dependências e imediações do hospital não é permitido o uso ou porte de nenhum tipo de substância psico-ativa, mesmo cigarro e cafeína.

  9. Diagnóstico e tratamento têm um alto nível técnico, com uma equipe especializada, constantemente submetida a treinamento e aperfeiçoamento médico-científico. São feitas discussões clínicas diárias e sessões de junta médica duas vezes por semana, inclusive com discussão de temas científicos, problemas radiológicos, neurológicos, psicológicos e clínico-gerais.

  10. Arquitetura, jardinagem e paisagismo extremamente aprazíveis, “calmantes”, do tipo “hotel-fazenda” ou “clube de eventos”.